Novidades

Notícias sobre o mercado de pesquisa
20
maio 2016

Curitiba não é mais a mesma | Andréa Azambuja

1018117f01c19c6ed27c0f2c97f37a79_XL

Curitiba foi famosa por implantar um modelo inovador de transporte público, o Bus Rapid Transit (BRT). Por anos, a cidade foi referência em mobilidade. Mas, o projeto não acompanhou as transformações urbanas e o aumento da população. É o que aponta a coordenadora da rede URB.im em Curitiba, Andréa Azambuja, no artigo “Curitiba não é mais a mesma”, no qual é citada a produção da Rede INCT Observatório das Metrópoles.

Azambuja destacou em seu artigo a análise contida no e-book “Curitiba: transformações na ordem urbana”, do Observatório das Metrópoles, destacando que a obra “investiga os processos de periferização e segregação socioespacial, propõe novos ângulos de análise e discute perspectivas para o futuro. Panorama esse totalmente dependente do transporte”.

Em sua análise, a pesquisadora ressalta a importância de diversos grupos independentes que surgiram em Curitiba nos últimos anos para exigir ao poder público poder participar no planejamento do futuro da cidade. Ela destaca o Mobiliza Curitiba, o Ciclo Iguaçu e o Observatório das Metrópoles.

O encerrar o artigo, Azembuja aponta que “é irônico como o ir e vir, emblema da liberdade, se tornou sinônimo de prisão até em Curitiba”, defende o planejamento estratégico de todo o sistema de circulação na cidade e enfatiza a importância da participação popular neste processo.

Confira a íntegra do artigo “Curitiba não é mais a mesma”, assinado por Andréa Azambuja.

Fonte:http://www.observatoriodasmetropoles.net/index.php?option=com_k2&view=item&id=1297%3Apesquisadora-ressalta-import%C3%A2ncia-da-participa%C3%A7%C3%A3o-popular-no-planejamento-urbano&Itemid=165&lang=pt

Shared
No Comments

Comments are closed.